11 de novembro de 2009

Gratidão

Essa semana me comovi lendo um blog que eu muito admiro e onde a pessoa, dona do mesmo, dizia estar triste, pois tinha perdido a companheirinha de 13 anos, uma cachorrinha muito dócil e leal. Ela até deixou umas fotos da mesma para que a gente pudesse vê-la.
Quando resolvemos adotar um animal, seje ele qual animal for, temos que ter consciência que ele fará parte da família e que a partir daquele momento deverá ser tratado com respeito e carinho. Judiar jamais, pois como nós eles também sentem dor e fome e abandonar também jamais, pois depois que se apegam aos donos, podem chegar a morrer de depessão quando sentem a falta do mesmo.
Nessa última terça-feira quando estava indo para o meu serviço a caminho do metrô, vi algo que também me chocou muito. Na calçada de uma linda casa, estava um saco preto com lixo. Esse saco estava aberto e na parte de cima dele encontrava-se um lindo gatinho branco, lindo mesmo, com um enfeite no seu pescoço e parecia dormir tranquilamente.
Achei aquela cena engraçada e disse ao meu filho que o gatinho era muito espaçoso, pois se continuasse alí o lixeiro iria levá-lo embora.
O meu filho se aproximou do animal e disse-me que ele não dormia e sim estava morto. Custei a acreditar, pois o que faria uma gatinho morto em cima de uma saco de lixo aberto em plena calçada de uma rua? Não tinha explicação, pois ele aparentava ter dono...
Na volta para casa, cerca de 19:00 hs passei em frente do local e perguntei para uma senhora que parecia ser uma vizinha se ela tinha visto um gatinho morto dentro de um saco . Ela me respondeu que sim e que foram os seus donos que o jogaram ali, pois já estava morto mesmo e não tinham tempo de enterrar. Disse-me ainda que era um gatinho castrado , dócil e muito carinhoso com os donos.
Agora eu te pergunto: Você faria isso? Se o seu animal de estimação morresse agora você o jogaria na calçada para que o lixeiro o levasse embora?

Eu nunca agiria dessa forma. Se onde eu moro não tivesse espaço, com certeza o levaria num terreno baldio, próximo a minha casa e o enterraria lá, para que sempre pudesse visitá-lo quando sentisse saudades... Afinal ele foi membro da minha família, fez parte da minha história e foi meu amigo, muito mais leal do que qualquer outro que se diz da raça humana.
Seria o mínimo que poderia fazer e com certeza faria...

O vídeo abaixo é muito lindo e mostra a "Amizade Animal". Vale a pena checar, é rapidinho.





Fonte: youtube

Sobre a Autora:
Rosana Ibanez Rosana Ibanez:Sou alguém que gosta da vida, que procura viver dentro de seus princípios, que ama sua família, que viveu bastante mas não o suficiente, que apesar da distância e das barreiras, ainda acredita no amor entre duas pessoas, que acredita na continuidade da vida após a morte, que ama o próximo como a si mesma, que ainda acredita no ser humano e que tem DEUS como ser supremo.

6 comentários:

Mary disse...

Amo demais os animais, tenho uma cachorrinha que só falta falar, é como se fosse uma filha, uma graça!
Minha fiel companheira.
Bjs

Rosana Ibanez disse...

Olá Mary! Os animais são maravilhosos e so faltam falar mesmo. O meu cachorrinho fica batendo o fucinho na panela de água qdo a mesma acabou e com um latido diferente, como se fosse palavras, é incrível!
Bjs e obrigada pela visita

La Sorcière disse...

Jogou o próprio gatinho no lixo??
Que absurdooooo!!

Adorei a fto do seu filho aí do lado:)
Já te disse que sou fã dele? Já disse sim! E repito: sou fã! O menino escreve bem demais!
parabéns, viu?
Bj grande:)

Rosemary Quintas disse...

Olá Rosana!

Eu não faria isso, mas de maneira nenhuma.
Quando era menina,tive um cachorrinho,chamava-se Rim-tim-tim.naquela época,eu morava numa casa,mas ele rasgava as roupas e tudo mais, então os meus pais resolveram que dariam o meu cãozinho.
Olhe chorei tanto, mais tanto que até hoje fico emocionada quando lembro desse fato triste da minha infância.
EU ME APEGO MUITO...E ME APAIXONO PELOS BICHOS.E, DEPOIS SOFRO MUITO COM A SEPARAÇÃO E/OU COM A MORTE DELES.

Amiga,parabéns pelo post!
O vídeo é lindo e impressionante!

< O amor é sublime até entre os animais.>

Um beijo e um ótimo fim de semana.

Rosana Ibanez disse...

Olá La Sorcière! Que bom que veio aqui viu? Esses donos com certeza não conhecem a palavra amor e respeito aos animais, senão não fariam isso.
Obrigada também pelos elogios ao meu filho e concordo c/você sim, pois ele escreve muito bem . Fico impressionada e orgulhosa quando leio os textos dele.
Um beijão enorme

Rosana Ibanez disse...

Olá Rosemary! Adorei os seus comentários e sua visita! Também amo animais e choro muito quando vejo judiarem deles. Também lembro dos meus cãezinhos de infância e morro de saudades. São amigos leais!
Beijo no coração e obrigada.

Blog Widget by LinkWithin
 

Sempre em dia... Copyright © 2010 Designed by Cris Duarte Cantinho do Blog